Notícias

ABIMED parabeniza Ministério da Saúde pelos 67 anos ABIMED

ABIMED parabeniza Ministério da Saúde pelos 67 anos

O Ministério da Saúde completa mais um ano de criação. A entidade chega aos 67 anos de trabalho

Vacina de Oxford para Covid-19 é segura e induz resposta imune, indicam resultados preliminares

Vacina teve o efeito esperado pelos pesquisadores nos primeiros estágios. Terceira fase dos testes está ocorrendo no Brasil. É provável que seja necessário tomar uma segunda dose da vacina.Cientistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, anunciaram nesta segunda-feira (20) que, de acordo com resultados preliminares, a vacina da universidade para a Covid-19 é segura e induziu resposta imune no corpo dos voluntários. Os resultados, que já eram esperados pelos pesquisadores, se referem às duas primeiras fases de testes da imunização. A terceira fase está ocorrendo no Brasil, entre outros países.O efeito deve ser reforçado após uma segunda dose da vacina, segundo os cientistas.Entenda a novidade anunciada:a vacina de Oxford é a mais adiantada, das que estão em pesquisa, segundo a OMS. Ela está sendo testada também no Brasiltestes iniciais, das fases 1 e 2, realizadas na Inglaterra, agora apontam que ela é segura e induz o corpo a reagir contra a Covid-19; o resultado é o esperadoo resultado não permite ainda concluir se de fato uma pessoa exposta ao Sars-Cov-2 fica imune com a vacinaa fase 3, final, ainda está em andamento e ela é que irá determinar se há eficácia num grande número de pessoasDe acordo com a Unifesp, o imunizante, se tudo der certo, poderá ter o registro liberado em junho de 2021nesta segunda também saiu o resultado preliminar de testes de uma vacina desenvolvida pela China e a chegada de uma carga de outra vacina chinesa a SPAs fases 1 e 2 dos testes, que foram conduzidas simultaneamente no Reino Unido, tiveram 1.077 voluntários. Os ensaios mostraram que a vacina foi capaz de induzir a resposta imune tanto por anticorpos como por células T até 56 dias depois da administração da dose."Exatamente o tipo de resposta imune que esperávamos", declarou Andrew Pollard, professor de pediatria na Universidade de Oxford.Os pesquisadores dividiram os participantes em dois grupos: 543 pessoas receberam a vacina experimental, e outras 534 receberam uma vacina de meningite (o grupo controle).A resposta imune foi medida em laboratório. São necessários mais testes para confirmar se a vacina protege efetivamente

Webinar da ABIMED esclarece dúvidas sobre retorno ao trabalho presencial

Com o objetivo de dar suporte às empresas associadas no retorno ao trabalho presencial, a ABIMED tem trabalhado para disseminar informações sobre medidas a serem adotadas pelas empresas. Além de realizar webinar sobre o tema, a associação protoco

Estamos voltando

A ABIMED se prepara para retomar as atividades presenciais no escritório da associação, em São Paulo. Para isso, uma série de medidas foram tomadas, seguindo protocolos de segurança sanitária estabelecidos pelo Governo do Estado de São Paulo e

Inovação e telemedicina pautam o setor de Saúde no pós-pandemia

Inovação é a palavra da vez no setor de Saúde, desde que a pandemia do novo coranavírus se instalou no mundo e colocou à prova os sistemas médicos de todos os países. No Brasil, isso não foi diferente. Porém, aqui, a pandemia colocou em pauta outros aspectos que inibem a criação e desenvolvimento de projetos de inovação.A falta de estímulos à indústria nacional, os baixos investimentos em inovação, a dependência da importação de suprimentos e um ambiente regulatório desfavorável são fatores que inibem o desen
Página 0 de 308)

Desenvolvido por MakeIT Informática