Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao prosseguir você concorda com nossa política de privacidade.

Bancos impulsionam OdontoPrev

Publicado em 03/11/2015 • Notícias

Após um segundo trimestre com perda de 45 mil usuários, a OdontoPrev conquistou 92 mil novos clientes de planos dentais entre julho e setembro deste ano. O destaque foi para a carteira de planos individuais que teve um acréscimo de 54 mil pessoas ­­ segmento que passou a representar a segunda maior fonte de receita da operadora odontológica. Esse desempenho foi fruto do aumento nas vendas de planos individuais nas agências do Bradesco e Banco do Brasil. A Bradesco Saúde e o BB são sócios da OdontoPrev.
Segundo Mauro Figueiredo, presidente da OdontoPrev, o crescimento de vendas nas agências bancárias se deveu à maturidade do novo modelo de comercialização da seguradora Bradesco que, recentemente, integrou a venda de vários produtos como planos dentais, seguro saúde, de vida, previdência e automóvel.
A OdontoPrev encerrou o terceiro trimestre com 514 mil usuários de planos individuais, que também são vendidos em lojas de departamento. A receita líquida dos convênios voltados para pessoa física somou R$ 44 milhões, o equivalente a 14% do total. No ano passado, essa fatia era de 12%. O segmento corporativo continua sendo a principal fonte de receita, com uma participação de 73%.
A companhia também registrou um acréscimo de 11 mil usuários de planos corporativos. Apesar de ser um volume pequeno é representativo diante do desemprego que afeta o país e provocou a perda de 44 mil vidas no segundo trimestre na OdontoPrev. “Essa evolução é fruto de uma série de ações como o nosso programa de agenciamento [conversão de funcionários de empresas clientes da OdontoPrev que não optaram pelo plano dental no momento da contratação], além da maior integração da equipe comercial. Acreditamos que neste ano ganharemos cerca de 100 mil novas vidas no corporativo”, disse Figueiredo, durante teleconferência para analistas.
Na carteira de pequenas e médias empresas, houve acréscimo de 27 mil usuários no terceiro trimestre. O segmento dever ter cerca 150 mil novos usuários em 2015.
A OdontoPrev apurou lucro líquido de R$ 43,5 milhões no terceiro trimestre, um recuo de 3,8% sobre igual intervalo de 2014, devido ao aumento dos custos e das despesas em proporção superior à da receita líquida, que cresceu 10,2% para R$ 317,7 milhões.

Fonte: Valor Econômico

Mais notícias e eventos