Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao prosseguir você concorda com nossa política de privacidade.

Depois de Fleury, Advent busca hospitais

Publicado em 16/09/2015 • Notícias

Capitalizada com o fundo de private equity que levantou US$ 2,1 bilhões em novembro do ano passado, a gestora americana Advent está analisando mais negócios na área de saúde, como hospitais e outros laboratórios de medicina diagnóstica. O único segmento no qual não há interesse são as operadoras de planos de saúde, apurou o Valor. Ontem, a Advent confirmou a aquisição de 13% do capital do Fleury, cuja participação pertencia a um grupo de médicos que passou a deter uma participação de 28,3%.

A transação do Fleury, avaliada em cerca de R$ 400 milhões pelo mercado, foi o segundo investimento deste novo fundo da Advent, que é voltado para aquisições na América Latina. O primeiro investimento foi fechado em julho com a compra de 30% da LifeMiles, programa de fidelidade da Avianca, na Colômbia, por US$ 343 milhões.

Portanto, a Advent ainda tem cerca de US$ 1,6 bilhão para gastar na América Latina em setores eleitos prioritários pela gestora como educação, saúde, serviços financeiros, infraestrutura, entre outros. A gestora americana poderá destinar até dois terços dos recursos do fundo no Brasil.

No mercado nacional de saúde, as atenções da Advent estão voltadas, em especial, para os hospitais devido à legislação que passou a permitir, em janeiro deste ano, a participação de capital estrangeiro. Segundo fontes do setor, a gestora contratou André Staffa, ex-presidente do Hospital São Luiz e consultor especializado do setor, para analisar os ativos. A Advent tem interesse em hospitais gerais para aquisição do controle ou de uma fatia minoritária relevante que possibilite atuação na gestão do negócio. “”Em outros países, temos investimentos em hospitais, laboratórios e indústria farmacêutica. Vamos agregar essa experiência ao Fleury. Enxergamos boas oportunidades de crescimento orgânico e também por aquisições””, disse Juan Pablo Zucchini, sócio da Advent Brasil.

O Fleury foi o primeiro investimento de saúde da Advent no país e ao ser questionado se pretende ampliar sua fatia na empresa de medicina diagnóstica, Zucchini disse apenas que está “”satisfeito com a aquisição dos 13%””. O presidente do conselho e presidente do grupo de médicos que vendeu as ações do Fleury, Márcio Mendes, manteve o mesmo discurso e informou que a dívida bancária de R$ 150 milhões, captada para comprar as ações do Fleury que estavam em poder da Rede D’Or, será 100% quitada.

No mundo, a Advent já realizou 35 investimentos em variados segmentos como hospitais, operadoras de planos de saúde e dental, home care, clínicas médicas especializadas em cardiologia, psiquiatria, oncologia até hospitais veterinários. Entre eles, estão a empresa de medicina diagnóstica American Radiology Services, nos Estados Unidos; a Care Hospital, rede com 16 hospitais na Índia, e hospitalares no Reino Unido e Tailândia.

Procurada pela reportagem, a Advent informou que não comenta sobre ativos em prospecção.

Fonte: Valor Econômico

Mais notícias e eventos