Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao prosseguir você concorda com nossa política de privacidade.

Em reedição da MP 936, redução de jornada e suspensão de contrato são prorrogados. Associado, tire suas dúvidas!

Publicado em 28/04/2021 • Notícias

 Nova_x000D_
medida provisória foi publicadas no DO nesta quarta, 28/04, e terá validade por_x000D_
120 dias. Salários poderão ser reduzidos em até 70%

O_x000D_
programa do governo que permite suspensão de contratos de trabalho e redução de_x000D_
jornada e salários voltou, e as empresas já podem aderir às medidas a partir de_x000D_
hoje. Foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira a Medida_x000D_
Provisória (MP) 1.045, que reedita o programa criado com a MP 936. Os novos_x000D_
acordos podem ter duração de 120 dias.

Eles_x000D_
permitirão reduções de jornada e salário de até 70%, com compensação parcial_x000D_
pelo governo na remuneração dos trabalhadores. Além disso, uma outra MP, a_x000D_
1.046, permitirá às empresas adiar o recolhimento do FGTS e antecipar férias_x000D_
dos trabalhadores. O objetivo é preservar empregos em meio à crise provocada_x000D_
pela pandemia. Como as regras foram publicadas em medidas provisórias, entram_x000D_
em vigor imediatamente.

Os_x000D_
trabalhadores que firmarem acordos de redução de jornada ou suspensão de_x000D_
contrato devem receber uma complementação de renda do governo proporcional_x000D_
baseada nas faixas do seguro-desemprego.

Com a publicação da nova_x000D_
MP, como ficam os novos prazos?

A_x000D_
proposta permitirá a redução de jornada e salário ou a suspensão do contrato de_x000D_
trabalho por até 120 dias. Este prazo poderá ser prorrogado por decreto do_x000D_
governo, de acordo com a minuta da nova MP

Quais são os percentuais_x000D_
previstos para redução de salário e jornada?

Como_x000D_
no ano passado, os salários e as jornadas poderão ser reduzidos em 25%, 50% e_x000D_
70% em acordos individuais ou coletivos.

Quando o acordo pode_x000D_
passar a valer?

A MP_x000D_
deixa claro que os acordos entre trabalhadores e empresas não poderão retroagir,_x000D_
ou seja, só valerão após a data de publicação da medida.

Como é feito o aviso ao_x000D_
governo?

Para_x000D_
os empregadores pessoa-jurídica, o canal é o sistema Empregador Web, já_x000D_
amplamente utilizado no meio empresarial. Os empregadores pessoa-física deverão_x000D_
acessar o Portal de Serviços gov.br, na aba_x000D_
“Benefício Emergencial”, para fazer o ajuste.

Como funciona a_x000D_
complementação de renda?

Durante_x000D_
a vigência do acordo, o governo paga diretamente aos trabalhadores o Benefício_x000D_
Emergencial (BEm) para ajudar a complementar a renda, de acordo com faixas do_x000D_
seguro-desemprego.

O_x000D_
governo pagará uma compensação proporcional à redução salarial calculado sobre_x000D_
o valor do seguro-desemprego a que ele teria direito se fosse demitido (entre_x000D_
R$ 1.100 e R$ 1.911,84).

Em um_x000D_
acordo para redução de 50%, por exemplo, o empregado recebe 50% do salário da_x000D_
empresa e 50% da parcela do seguro-desemprego.

No_x000D_
caso de suspensão do contrato de trabalho, o pagamento da compensação do_x000D_
governo será de 100% do seguro-desemprego a que o trabalhador teria direito. A_x000D_
exceção são para empresas que tiveram receita bruta superior a R$ 4,8 milhões.

Nesses_x000D_
casos, a empresa somente poderá suspender o contrato de trabalho de seus_x000D_
empregados mediante o pagamento de ajuda compensatória mensal no valor de 30%_x000D_
do salário do empregado.

Os trabalhadores terão_x000D_
garantia no emprego?

Os_x000D_
empregados terão garantia no emprego durante o período em que a empresa usar o_x000D_
mecanismo e após o restabelecimento da jornada por um tempo igual ao que durou_x000D_
a redução ou suspensão.

_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_

Por exemplo, se a redução for de 30 dias, o empregado tem_x000D_
garantia por esse período e mais 30 dias, totalizando 60 dias.

Fonte: O Globo

Mais notícias e eventos