Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao prosseguir você concorda com nossa política de privacidade.

Plantão Médico: O atlas de saúde mental da OMS

Publicado em 19/07/2015 • Notícias

Quase uma em cada dez pessoas, em todos os países, apresenta transtornos da saúde mental, segundo a Organização Mundial da Saúde. Entretanto, somente 1% dos profissionais da saúde atua na atenção a este delicado tema.

Essa difícil situação é explicitada no “”Atlas de Saúde Mental da OMS 2014″”, lançado nesta semana, dia 14, em Genebra, pela Organização Mundial da Saúde.

Na média global, assinala o Atlas, existe um psiquiatra ou psicólogo para cada 10 mil pessoas. Nos países em desenvolvimento, essa relação diminui mais ainda, passando a taxa de um especialista em saúde mental para 100 mil pessoas; nos países ricos, a taxa é de um médico para 2 mil pessoas.

Essa situação, segundo a OMS, decorre do pouco investimento, em todos os países, na atenção à saúde mental da população: de US$ 2 por pessoa por ano em países de baixa renda aos US$ 50 anuais por pessoa nos países ricos.

Com base nos dados da atenção especializada de 171 países, a OMS elaborou um plano de ação aos seus países-membros, para ser desenvolvido nos próximos cinco anos.

Entre as propostas, uma delas seria aumentar em 20% a cobertura dos serviços especializados em desordens mentais severas, incentivar a promoção e prevenção da saúde mental e reduzir em 10% a taxa de suicídio, atualmente na média de 11,4 para cada 100 mil pessoas.

Fonte: Folha de S.Paulo

Mais notícias e eventos