Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao prosseguir você concorda com nossa política de privacidade.

Alexandre Garcia avalia a saúde em Brasília: ‘Não há crise; há o caos’

Publicado em 04/01/2016 • Notícias

O caos na saúde pública de Brasília vem desde o governo passado. Está difícil conseguir médicos que queiram trabalhar na capital federal.
“O governo chama mil concursados; se apresentam 720. Desses, muitos ficam apenas dois, três meses, depois vão embora. E 28% por cento nem se apresentaram. Não é apenas o salário baixo. É principalmente falta de meios para trabalhar com segurança.
Falta o antibiótico certo; falta o fio cirúrgico adequado; falta o reagente para um exame; falta o equipamento para fazer um diagnóstico. Então, falta médico no serviço público.
Na saúde pública da capital do país não há crise; há o caos, há mais de cinco anos e o administrador público não consegue resolver.
Com a sucessiva e permanente incapacidade para gerir a saúde pública na capital do país, as vítimas são os que precisam, os que não têm plano de saúde, que dependem do SUS, que precisam confiar no que estabelece a Constituição, que saúde é direito de todos e dever do Estado”, afirma Alexandre Garcia.

Fonte: G1 – Bom dia Brasil

Mais notícias e eventos