Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao prosseguir você concorda com nossa política de privacidade.

Anvisa suspende publicidade irregular de 21 produtos detox

Publicado em 20/07/2015 • Notícias

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) suspendeu nesta segunda-feira (20) a publicidade de 21 produtos detox. Para a agência, as informações divulgadas pelas empresas atribuem “”propriedades funcionais e de saúde não permitidas para esses produtos””.

A suspensão foi publicada no Diário Oficial da União. A medida atinge produtos como suplementos vitamínicos, shakes e sucos tidos como “”detox””, e fabricados por sete empresas: Nutrigold, Sanavita, Smart Life, Vila Ervas e Alimentos, Viver Leve, Tiaraju e Healwheel Brasil.

Entre as informações publicitárias até então veiculadas no site das empresas e agora vetadas, estão mensagens que alegam efeitos emagrecedores e de redução de celulites, flacidez, rugas e estrias.

Aos produtos também eram atribuídas funções de prolongamento do bronzeamento, fortalecimento de músculos e ações “”anti-inflamatórias””, “”além de auxiliar na fixação do cálcio dos ossos”” –funções que, de acordo com a agência, configuram publicidade irregular.

Segundo a Anvisa, esses produtos são registrados como alimentos, e por isso, não podem alegar propriedades terapêuticas.

OUTRO LADO

Em nota, a empresa Sanavita afirma que segue todos os padrões exigidos pela Anvisa e a divulgação considerada irregular dos sucos “”detox”” Verão, Green, Goji, Pink e Red “”já havia sido retirada do site mesmo antes dessa solicitação””. A empresa diz ainda que todos os produtos estão regularizados no Ministério da Saúde e são produzidos “”para o incentivo de uma vida mais saudável””.

As empresas Tiaraju, NutriGold e Smart Life informam que estão tomando providências para adequar os materiais publicitários, suspender a divulgação irregular e atender às determinações da Anvisa em relação aos produtos citados.

Já a empresa Viver Leve, responsável pelos produtos da linha Total Detox, afirma que ainda não foi notificada pela Anvisa sobre o caso.

A Folha também procurou as empresas Vila Ervas e Healwheel Brasil –conhecida pela marca DetoxSlim– no fim da manhã desta segunda-feira, mas não recebeu retorno até a publicação desta matéria.

Fonte: Folha de S.Paulo / Site

Mais notícias e eventos