Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao prosseguir você concorda com nossa política de privacidade.

Empresa aposta em franquia de células tronco

Publicado em 16/11/2015 • Notícias

O mercado de franquias expande cada vez mais em diversos segmentos. São franquias no ramo alimentício; de serviços como contabilidade e direito; de roupas, mas você já imaginou em adquirir uma microfranquia de células tronco? Isso já é possível através da Biocells do Brasil.

O laboratório tem sede em Americana e é especializado na armazenagem de células tronco do cordão umbilical no mais alto padrão de segurança equipado com a mais alta tecnologia do setor e risco zero de contaminação.

A Biocells Brasil é o único banco de armazenamento do interior do Estado de São Paulo e faz parte de um grupo internacional de armazenamento de células-tronco de cordão umbilical e pretende expandir em franquias pelo estado a fim de levar novas perspectivas de investimento pensando na qualidade de vida das pessoas. Com o alto potencial e em um mercado que cresce em torno de 100% ao ano, abrir uma franquia pode ser um bom investimento com tempo estimado de retorno médio em 12 meses.

O diretor executivo da Biocells do Brasil e vice presidente da Associação Brasileira de Bancos de Células-Tronco, André Feldman, disse que a RDC, norma da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que regulamentou o setor de bancos de células tronco é de 16 de dezembro de 2010 e muito recente. A Associação Brasileira dos Bancos de Células-Tronco foi criada no ano passado e atualmente existem no Brasil 12 bancos de células-tronco. Segundo ele, a cidade de Americana foi escolhida para ser sede do laboratório do Brasil devido à proximidade do aeroporto de Viracopos e das rodovias Anhanguera, Bandeirantes e D. Pedro I, que facilitam muito a logística e pelo fato de que a maior fábrica de nitrogênio da América Latina, a White Martins ficar sediada na cidade. O nitrogênio é fundamental no armazenamento de células tronco.

A procura pelo armazenamento dessas células em bancos privados mundialmente cresceu cerca de 200% nos últimos 12 meses. Segundo André Feldman, houve um crescimento de 60% na procura pelo armazenamento nos últimos 12 meses na rede Biocells.

A Biocells está no segmento de microfranquias, um dos que mais cresce no Brasil, com investimento inferior a R$ 100 mil, que envolve a taxa de franquia de R$ 25 mil, os gastos para montar o escritório e um capital de giro para o primeiro ano de atuação. André Feldmann falou sobre o perfil do franqueado. “Cada franquia tem o seu perfil de franqueado e a gente traçou um perfil onde a gente busca o profissional da área de saúde. Não tem nenhuma franquia especializada nesse tipo de profissional. É aquele profissional que já é da área de saúde, que já entende do produto, que já convive nos meios entre hospitais e clínicas e isso facilita para que ele tenha êxito em seu projeto”, diz

“Às vezes esse profissional já tem um consultório, já tem um atendimento e a gente só agrega na própria infraestrutura que ele já tem”, complementa. “Para 2016 a nossa expansão está focada em cima da malha aeroviária da TAM Campinas. Onde a TAM tiver voos regulares na qual é possível transportarem menos de 24 horas a amostra coletada e nessa ação estão 6 capitais”, conta Feldmann. Ainda segundo o diretor, atualmente a Biocells Brasil está focada, por enquanto, em células tronco do sangue do cordão umbilical, que tem como foco o sistema imunológico e é utilizado para 80 tipos de doenças específicas, entre elas, no tratamento de leucemia e doenças do sangue. “Estamos entrando neste mês com as células-tronco do tecido do cordão, que é a pele do cordão, que é uma célula utilizada para reconstituição de cartilagem, de pele, de osso, ou seja, são células especializadas como as células-tronco do dente de leite também. Para o próximo ano nós estamos com mais dois produtos que são as células-tronco extraídas do dente de leite e da gordura da lipoaspiração. As células-tronco extraídas da gordura da lipo, cada uma delas serve para uma coisa, como preenchimento estético com foco em cirurgia plástica”, explica.

Fonte: DCI

Mais notícias e eventos