Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao prosseguir você concorda com nossa política de privacidade.

Mercado de equipamentos, produtos médico-hospitalares e diagnóstico cresce mais do que a média da economia brasileira

Publicado em 01/12/2011 • Notícias

Abimed apresentará balanço do setor em sua reunião anual.

O mercado de equipamentos e produtos médico-hospitalares e de diagnósticos fechará 2011 com um crescimento estimado de 19% – atingindo um faturamento R$ 13,5 bilhões – superior à média de crescimento da economia brasileira, que ficará abaixo dos 4.5%. O setor registrou ainda expansão recorde no número de empregos, – 6 mil novos postos de trabalho – duplicando as expectativas para o período. O Brasil é um dos seis maiores mercados mundiais em equipamentos e produtos médico-hospitalares.

Os dados sobre o desempenho do setor serão apresentados pela ABIMED- Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Equipamentos, Produtos e Suprimentos Médico-Hospitalares na próxima terça-feira, 6 de dezembro, às 17 horas, durante evento anual da entidade. A cerimônia contará com a presença de representantes do Ministério da Saúde, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), de entidades parceiras, além de presidentes e diretores das empresas que integram a Abimed.

A Abimed congrega 128 empresas de tecnologia avançada, que respondem por cerca de 50% do faturamento do mercado médico-hospitalar – um volume em torno de R$ 7,7 bilhões. Segundo a entidade, a expansão do setor foi impulsionada pelo crescimento da economia, geração de novos empregos e aumento do acesso a planos de saúde. A baixa cotação do dólar também estimulou as instituições a atualizar seus equipamentos, com impacto no serviço prestado.

“Os números mostram que ainda existe uma demanda reprimida no mercado de saúde brasileiro. O segmento que mais cresceu foi o comércio atacadista de máquinas e aparelhos, que aumentou 22% em relação ao mesmo período do ano passado”, explica Carlos Goulart, presidente executivo da Abimed.

Segundo Goulart, além da geração de empregos ter superado as estimativas, a maioria de postos de trabalho é especializada e sustentável, voltada principalmente para os serviços de manutenção da base instalada no país.

Houve crescimento importante também no número de empregos gerados pelos prestadores de serviço de diagnóstico e terapia que utilizam esses equipamentos e produtos: cerca de 15 mil novos postos de trabalho. Essa indústria hoje emprega mais de 160 mil pessoas.

Perfil-A Abimed congrega 128 empresas de tecnologia avançada na área de equipamentos, produtos e suprimentos médico-hospitalares. Fundada em 1996, a ABIMED participa de Câmaras Setoriais da Anvisa e defende a cooperação com as autoridades e órgãos reguladores para implementação de políticas, regulamentações que visam proporcionar à população acesso a novas tecnologias, incluindo a redução de prazos para sua introdução, o combate à pirataria e fomento à conduta ética. Suas empresas associadas desempenham papel fundamental no desenvolvimento sócio-econômico do país.

.[Evento Anual da Abimed – Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Equipamentos, Produtos e Suprimentos Médico Hospitalares, dias 06 de dezembro (terça-feira), às 17 horas,no Espaço APESP (Associação dos Procuradores do Estado de São Paulo)- Rua Tuim, 932 – Moema – São Paulo – SP].

 

Link: http://www.revistafator.com.br/ver_noticia.php?not=183226 

Fonte: Portal Fator Brasil

Mais notícias e eventos