Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao prosseguir você concorda com nossa política de privacidade.

MCTI vai coordenar Rede Brasileira de Centros de Recursos Biológicos

Publicado em 16/04/2014 • Notícias

O Diário Oficial da União (DOU) publicou nesta quinta-feira (17) a Portaria 409,  que institui a Rede Brasileira de Centros de Recursos Biológicos – Rede CRB-Br e sua estrutura no âmbito do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

_x000D_

 

_x000D_

O objetivo principal da rede é oferecer subsídios para o desenvolvimento científico e tecnológico e a inovação, com facilidade de acesso a dados e informações científicas relativas aos recursos biológicos, beneficiando os setores de saúde, meio ambiente, agropecuária e energia.

_x000D_

Além disso, a rede vai atuar como repositório de material biológico de referência; promover, apoiar e colaborar para conservação da biodiversidade; oferecer serviços técnicos especializados para os setores científicos, tecnológicos, industriais, de agronegócios, ambiente e saúde; e prestar serviços de depósito de material biológico para proteção da propriedade intelectual. Os dados poderão ser usados pelas instituições de ciência e tecnologia (ICTs) e pela indústria. Acesse a portaria.

_x000D_

Investimento

_x000D_

O MCTI investiu R$ 10 milhões para melhorar a infraestrutura das coleções que compõem a rede e integrá-las por meio do Sistema de Informação de Coleções de Interesse Biotecnológico (SICol). Nos próximos anos, a pasta pretende investir recursos da ordem de R$ 6 milhões. Atualmente, o SIcol tem registros de 30 coleções e subcoleções com acesso livre e aberto aos dados e informações.

_x000D_

Além dos recursos do MCTI, houve investimentos do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCTI) e do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), além de contrapartida das instituições de vínculo das coleções, totalizando recursos da ordem de R$ 40 milhões.

_x000D_

A Rede CRB-Br terá a duração de cinco anos, contados a partir da data da publicação no DOU. Pode ser renovada por decisão do MCTI.

Fonte: Ascom do MCTI

Mais notícias e eventos